Câmara de SFI reprova as contas do ex-prefeito Pedrinho Cherene

As contas de 2016 do ex-prefeito Pedro Jorge Cherene Júnior, mais conhecido por Pedrinho Cherene, foram reprovadas pela Câmara Municipal de São Francisco de Itabapoana (SFI) durante sessão extraordinária realizada nesta quinta-feira (27). Com a decisão, Cherene está inelegível por oito anos.
A Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara emitiu parecer seguindo o entendimento do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ), que foi contrário à aprovação das contas. A equipe de defesa do ex-prefeito não aguardou o início do julgamento para fazer a sustentação oral.
Dos 12 vereadores que compareceram à sessão, 10 votaram pela manutenção do parecer da Comissão (para reprovar as contas): o atual presidente da Câmara, José Pinto Filho, o Pintinho; o presidente eleito para o biênio 2019-2020, Maxsuel Cocoia; Kdemar Caboclo, Raliston Souza, Luciano Coutinho, Bebeto Ramos, Marquinhos de Santo Amaro, Eleno, Leandro Babão e Jarédio Azevedo. Já os vereadores Renato de Buena e Zé Cherene votaram contra o parecer (para aprovar as contas). O vereador Alexandre Barrão não esteve presente à sessão.
O resultado da votação será publicado no Diário Oficial do Município, data a partir de quando começa a contar a inelegibilidade de oito anos do ex-prefeito, e comunicado ao TCE, conforme determina a legislação.
Irregularidades nas contas – As irregularidades constatadas pelo TCE nas contas de 2016 de Cherene foram as seguintes: déficit financeiro de R$ 3.072.430,11; saída de recursos da conta do Fundeb sem a devida comprovação; e assunção de obrigação de despesa que não possa ser cumprida integralmente dentro do mandato, ou que tenha parcelas a serem pagas sem que haja suficiente disponibilidade de caixa para sua cobertura. O conselheiro substituto Marcelo Verdini Maia ainda enumerou 11 impropriedades, 14 determinações e duas recomendações.
Fotos: Ronaldo Brum
Ascom – CMSFI